segunda-feira, 23 de abril de 2012

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Broken


I wanted you to know
That I love the way you laugh
I wanna hold you high and steal your pain away
I keep your photograph and I know it serves me well
I wanna hold you high and steal your pain...

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Coisas que não se pode mudar

Escrito em Dezembro de 2009


Existem coisas na vida que não podemos mudar, e uma delas é a partida de alguém amado. Quando nos damos conta de que as pessoas que mais gostamos estão de partida, percebemos o quão vulneráveis somos aos nossos próprios sentimentos, o quanto precisamos de alguém pra compartilhar esses sentimentos. Às vezes, uma lágrima ou outra cai, mas quando pensamos naquele ser que mais nos traz alegria, parece até que o choro nunca vai cessar. E eu realmente entendo isso... Como pode o destino pregar uma peça tão grande e afastar assim, abruptamente, o garoto que simplesmente me faz sorrir? O garoto, cujo abraço me acalma com a força e a rapidez de um furacão? Como perder assim, de forma dolorosa e lenta, alguém tão especial pra mim? Foi uma paixão inesperada, mas não aquela de se querer ficar com a pessoa, e sim, aquela de irmãos, aquela paixão psiquê... E agora? Que farei eu sem o meu amado pequeno? O meu amado anjinho?

sábado, 7 de abril de 2012

Garota Rock N' Roll


Tênis All Star com cadarço vermelho, lápis preto no olho e o cabelo solto esvoaçando ao vento. Ela sorria enquanto batucava no volante do carro ao som de sua banda de rock favorita. Era cedo ainda e o sol estava nascendo. Ela colocou os óculos escuros depois de procurá-los na bagunça do porta-luvas e começou a cantar junto com a voz que gritava do alto-falante. Aquela era a vida que ela amava ter, sem tirar nem pôr. Fugiu da sociedade repressora em que vivia com apenas 15 anos. Decepcionou pai e mãe e pensou que um dia pediria desculpas. Nunca precisou. Tingiu o cabelo de vermelho, roxo, azul e agora voltara ao preto. Percorreu cidades procurando por adrenalina, por algo que a mantivesse viva. Se envolveu com pessoas erradas e conheceu um cara que parecia ser o certo mas, para a vida que ela tinha, não existem pessoas certas. Experimentou a boca de outra mulher e sorriu maliciosamente ao perceber como as mulheres conseguem se entregar a um simples beijo. Fugiu da polícia e gargalhou buzinando por horas, o efeito que a fuga lhe fizera. Bebeu até cair porre no chão e ser amparada por pessoas que não conhecia. Cantou gritando que estava na estrada para o inferno e que adorava estar vagando nela há anos. Socou o nariz do cara que tentou abusá-la; beijou várias pessoas ao mesmo tempo; se perdeu no mundo para se encontrar no dia seguinte em seu carro com a banda de rock que mais gostava. Quase fez um pacto com o diabo, falou com mortos e o orou para que os deuses em que acreditava a perdoassem por todos os pecados que cometera e todos os que ainda iria cometer. Essa era a vida que ela tinha e que não largaria tão cedo. Essa era a vida da garota Rock N' Roll.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Diálogo


-Eu sempre gostei de você, desde a primeira aula que deu na minha sala há alguns anos atrás. Você é idiota e faz as piadas mais sem graça e elas sempre fazem as pessoas rirem até ficar sem fôlego. E eu amo isso em você. Mas não é só, lógico. Você é bom pra mim, carinhoso e sempre me dá atenção até quando não tem tempo para mais nada além de suas aulas. Só tenho a agradecer e retribuir tudo isso com meu amor e sem morrer de ciúmes de suas alunas atiradas. Eu te amo. Sim, te amo demais, você nem tem noção. Então, eu espero sinceramente que minha idade não importe e que somente o que eu sinto aqui dentro do peito seja o fato...
-Não me importo, sinceramente. Agora, cala a boca e me beija...

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Happy B-Day Robert ♥

















"You look like... a perfect fit,
For a girl in need... of a tourniquette.
But can you save me?
Come on and save me...
If you could save me,
From the ranks of the freaks,
Who suspect they could never love anyone."


Happy Birthday - 04/04/2012

domingo, 1 de abril de 2012

Talvez...


Talvez eu tenha cometido um erro. Talvez dois ou até mesmo três. Talvez eu tenha errado ao te afastar, por me achar superior ou até mesmo inferior -de merda, cá entre nós. Talvez eu seja imbecil o suficiente por achar que tudo pode voltar a ser bom, sem mais brigas sem motivo ou sem a conversa de você ter mudado. Talvez eu não devesse ter te entregado aquele bilhete esperando que o universo conspirasse e você me mandasse algum sinal de vida dizendo que ainda me amava. Tolice. Talvez eu deva parar de te mandar SMS's esperando por respostas que nunca virão ou, se até mesmo chegarem ao meu celular, sejam as respostas mais curtas que alguém poderia dizer. Talvez eu deva parar de mentir para mim, de acreditar piamente em palavras e esperar que elas se concretizem. Talvez eu deva parar de me apaixonar. Sim, disso eu tenho certeza, eu tenho que parar. Talvez eu deva jogar fora cartas, bilhetes, desenhos, o que quer que eu tenha sobre as pessoas que amo. Porque no fim, elas deixam de me amar e, se não, conseguem muito bem esconder isso de mim. Talvez as coisas melhorem se eu fizer isso, como quando eu joguei fora as lembranças de três anos atrás... Talvez eu deva parar de ser carinhosa e amorosa com você. Talvez, realmente. Talvez seja melhor parar de escrever tudo isso e simplesmente deletar até mesmo da minha memória. Talvez, finalmente.