terça-feira, 7 de junho de 2016

Desejar


Hoje eu desejei que você tivesse me enviado uma mensagem de bom dia. Desejei que a conversa tivesse se alongado durante intermináveis horas e que, no fim, você dissesse que gostava de mim e que nos daria uma chance. Desejei que pudesse arriscar. Que pensasse que poderíamos dar certo, mesmo com tantas incertezas nos rondando. Mesmo com a atual situação. Desejei poder chegar ao final do dia e poder te olhar nos olhos, sorridente, como uma pré-adolescente descobrindo o amor. Apenas desejei. Ardentemente, como nunca antes desejado. Desejei poder te tocar sem sentir culpa; desejei poder te beijar sem nenhum pensamento nos acusando. Desejei ser sua. Hoje, amanhã e para sempre, enquanto durasse. Desejei descobrir mais sobre você, sobre nós, sobre as coisas em comum, sobre as ações do passado e sobre os planos para o futuro. Desejei ouvir de você que não éramos um plano, mas que simplesmente aconteceu e que veríamos até onde tudo isso iria. Desejei que tivéssemos nos permitido. Realmente desejei ter recebido essa mensagem hoje de manhã...